Projetos 2017

VIVER A CULTURA

Decorre de Março a agosto e visa incentivar o exercício da cultura e lazer das pessoas com deficiência visual, pela promoção de atividades inclusivas.

Ao longo destes 6 meses de projeto, foram desenvolvidas as seguintes atividades: visita aos jardins e palácio de Monserrate, workshop de danças latinas, Musical Amália de Filipe la Féria com recurso a audiodescrição, visita guiada ao Padrão dos Descobrimentos e viagem ao Douro num fim-de-semana Inclusivo com diferentes atividades sociais, gastronómicas e culturais.

Este projeto centra-se no desenvolvimento de atividades de contexto cultural, de forma a facilitar o convívio acessível às pessoas com deficiência visual e a promover o bem-estar e qualidade de vida, visando uma efetiva valorização pessoal e inclusão social.

Projeto Co-financiado pelo Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I. P.

REAPRENDER A VER

Decorre de julho a dezembro em parceria com a ACAPO, promovendo a autonomia e valorização da pessoa com deficiência visual ao nível pessoal, familiar, profissional e social.

Partindo da avaliação do resíduo visual de utentes com baixa visão, é nosso objetivo recapacitá-los, através de planos de reabilitação individuais, aferidos pelo recurso à intervenção clínica, meios auxiliares e facilitadores, bem como estratégias e técnicas inclusivas.

Os utentes passarão, numa primeira fase, pela avaliação ou reavaliação clínica com o objetivo de apurar a condição visual atual. A fase seguinte consistirá na elaboração de um Plano de Reabilitação Individual que pode contemplar o desenvolvimento de intervenção numa ou mais das seguintes áreas: Reabilitação visual, apoio psicológico, orientação e mobilidade, adaptação do domicilio e/ou do posto de trabalho/escolar.

Projeto Co-financiado pelo Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I. P.

OLHAMOS POR SI

Decorre de setembro a dezembro com atividades de informação, educação e sensibilização junto da comunidade. A equipa médica e técnica da ARP através de palestras em algumas escolas pretende alertar para as patologias da visão, os seus sinais e cuidados a ter. Nestas atividades aborda-se ainda a Baixa Visão e a Reabilitação Visual para os casos já diagnosticados e que precisam de intervenção.

Este projeto contempla uma intervenção direta junto de algumas entidades com serviços de atendimento ao público, informando, sensibilizando e alertando para as características da população com baixa visão, com vista à adequação de procedimentos no cumprimento da Lei da Prioridade.

O III Encontro Nacional de Pessoas com Deficiência Visual, inserido neste projeto, pretende fomentar o encontro e partilha de experiências de cidadãos com deficiência visual e será realizado na zona centro do país.

Projeto Co-financiado pelo Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I. P.